sábado, 20 de outubro de 2007

Novo Conto

Me pediram um novo conto.
Um conto,
dois conto,
três conto,
quatro conto,
até mil eu conto.
E você nunca me conta nada!

2 comentários:

Laíza disse...

Carol,

Amei o seu conto!!!
Continue se dedicando a escrita, vc vai longe garota......

Saudades de vc!!!
Beijocas :*

Graça Passos disse...

Querida Orieta!

Acabei de enviar um pequeno conto (se é que ele se enquadra nessa categoria). Enviei-o como anônimo pois atiro-me de forma atrevida à uma primeira e ainda ruborisada tentativa de escrever algo.
Será que ainda pego os menores contos do blog I na curva? Bom, se não der mais tempo, quem sabe na parte II não é mesmo?

Eis o próprio:

EIS UM CAMINHO DENSO
JUNTO DESSA FORÇA QUE EMANA
E EMBORA DEMASIADO SENSO
POR HORA PAREÇA TENSO
TRAZ PRAQUELE VELHO LENÇO
A CAPACIDADE DE SER BANDANA.

Um forte abraço, com carinho.